MSD Envolvente MSD Envolvente https://myzone-26ex1sw6hijbg4oa.netdna-ssl.com/wp-content/uploads/2022/02/BANNERS_MSD_SALENVAC_120x870-1-1.jpg
13 dez 2021

Avicultura gaúcha deve fechar o ano com aumento nas exportações

Apesar dos percalços enfrentados pela avicultura gaúcha em 2021, como os altos custos de produção e a escassez dos contêineres […]

Avicultura gaúcha deve fechar o ano com aumento nas exportações

Apesar dos percalços enfrentados pela avicultura gaúcha em 2021, como os altos custos de produção e a escassez dos contêineres para o embarque de carne de frango (processada e in natura), o ano deve fechar com avanço nas exportações para o setor.

De janeiro a novembro, o volume de carne de frango enviado para as vendas internacionais foi de 645,84 milhões de toneladas, 4,5% acima do total contabilizando no mesmo ciclo de 2020, quando foram exportadas 617,93 milhões de toneladas. Os embarques refletiram na alta de 28,7% no faturamento, passando de US$ 834,85 milhões para US$ 1,07 bilhão.

Uruguay exportación China méxico exportações avicultura gaúcha

O resultado é positivo, apesar de novembro terminar com 55,72 mil toneladas exportadas, o que representa 4,1% a menos que o mesmo mês do ano passado, quando somou-se 58,09 mil toneladas exportadas. A receita no mês aumentou 27,50%, passando de US$ 76,29 mil para US$ 97,28 milhões.

O presidente executivo da ASGAV (Associação Gaúcha de Avicultura), José Eduardo dos Santos, comenta que as exportações impulsionaram as vendas das indústrias inseridas no mercado internacional, que permaneceu aquecido mesmo diante da pandemia. Ele destaca que, no fim do ano, ainda teve uma escalada puxada, em especial, pela suspensão das exportações de carne bovina para China.

Ceva Boehringer Brasil

“O setor atende consideravelmente a demanda nacional e do exterior e, portanto, não parou durante a pandemia e supriu a crescente procura por proteínas, gerada pelos novos hábitos que foram se instaurando no mundo, assegurando o consumo da produção, enviada para mais de 160 países”, explica.

No cenário nacional, as exportações de carne de frango processado e in natura chegou a 334,791 mil toneladas em novembro de 2021, 4,5% abaixo do volume embarcado em novembro passado, que foi de 350,47 mil toneladas. Em faturamento, isso significa US$ 605,39 milhões,26,9% a mais em comparação com novembro passado, que ficou em US$ 476,87 milhões.

De janeiro a novembro deste ano, o volume de produtos enviados para o mercado internacional foi de 4,19 milhões de toneladas, 9,1% sobre o mesmo período de 2020, que foi de 3,84 milhões de toneladas. O faturamento no ciclo foi de US$ 6,94 bilhões, 25,3% sobre o valor de US$ 5,54 bilhões no período passado.

Ceva
cobb br
abvista BR
Vetanco BR

Embarque de ovos segue com demanda firme

A exportação de ovos do Rio Grande do Sul segue em escalada de crescimento constante, reforçando o potencial desse produto para vendas internacionais. O estado fechou novembro com 186,5 toneladas exportadas, volume que sinaliza 104,2% de alta em relação ao mesmo período do ano passado, que atingiu 91,3 toneladas de ovos enviadas para o mercado internacional.

A receita cambial aumentou 88,4% na comparação entre novembro de 2021 e 2020, passando de US$ 196,5 mil para US$ 370,2 mil. De janeiro a novembro de 2021, o embarque de ovos foi de 1,71 toneladas, 43,4% de incremento sobre o período do ano passado, que ficou em 1,19 toneladas.

Com um acréscimo que passou dos 70,6% na quantidade de ovos exportados, o faturamento também foi maior, passando de US$ 2.26 milhões para US$ 3,86 milhões verificados no período.

“Temos um consumo regular no mercado interno  e que ainda há espaço para aumentar , mas não podemos apenas contar com esse destino e se faz necessário ampliar ainda mais a entrada de ovos produzidos no Brasil em outros países, já que nossa produção, assim como a de aves, segue a excelência sanitária”, pondera Santos.

No âmbito nacional, o país exportou em novembro de 2021 79.327 mil toneladas de ovos, menos 9,4% em comparação com as 87.534 mil toneladas enviadas para fora do país no mesmo mês de 2020. A receita teve queda de 15,9%, caindo de US$ 202,75 mil para US$ 170,6 mil. De janeiro a novembro do ano corrente, o volume exportado foi de 1,047 milhão de toneladas, 11,3% sobre a quantidade somada em igual ciclo do ano passado, que foi de 940,966 mil toneladas.

Em faturamento, essa venda representou um avanço de 17,8% na comparação dos dois períodos, passando de US$ 2,079 milhões para US$ 2,449 milhões.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Vetanco BR
abvista BR
Siavs Br-br
cargill
Relacionado com Mercados
Boehringer Brasil
cargill
HENDRIX br
Vetanco BR

REVISTA AVINEWS BRASIL

Assine agora a melhor revista técnica sobre avicultura

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE AVÍCOLA

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Os podcasts do setor agrícola em português
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agrícolaagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor agrícola e da pecuária