MSD Envolvente MSD Envolvente https://myzone-26ex1sw6hijbg4oa.netdna-ssl.com/wp-content/uploads/2022/02/BANNERS_MSD_SALENVAC_120x870-1-1.jpg
22 dez 2021

BRF apresenta curiosidades e diferenciais da criação de Chester e peru

A BRF, referência na produção de Chester e peru, divulgou uma nota à imprensa na qual elenca curiosidades e diferenciais […]

BRF apresenta curiosidades e diferenciais da criação de Chester e peru

A BRF, referência na produção de Chester e peru, divulgou uma nota à imprensa na qual elenca curiosidades e diferenciais da criação dessas aves natalinas. O nome chester vem da palavra inglesa “chest”, que significa peito e faz referência à grande concentração de carne nessa região da ave.

Pensando no Natal, data comemorativa que costuma reunir muitas pessoas, a empresa passou a produzir uma ave maior e mais nobre, com condições especiais de criação, que ofereceria às famílias mais uma opção de carne nobre para as festas. O Chester chega às gôndolas com uma faixa de peso entre 3,5 e 4kg.

Chester e peru

O peru, muito consumido na data de Ação de Graças nos Estados Unidos, é uma importante tradição natalina no Brasil, assim como o Chester. A origem de ambos é a América do Norte, mas o peru pertence a uma outra espécie, a Meleagris gallopavo.

Depois de tantos anos, a ave conquistou a preferência dos consumidores em diversas partes do mundo. No Brasil, o consumo anual de peru fica em torno de 2Kg por pessoa, enquanto nos Estados Unidos alcança 5Kg e, em Israel, as pessoas consomem cerca de 11kg.

Vetanco BR Siavs Br-br

Curiosos e exigentes nos cuidados, os perus são criados por produtores dedicados a essa atividade, com anos de experiência. O ciclo de produção desses animais pode, de acordo com a categoria animal (fêmeas e machos), variar de 60 a 130 dias. Os perus natalinos que chegam às gôndolas são sempre fêmeas, abatidas com aproximadamente 4,0 kg e 56 dias de produção.

O Chester é produzido entre os meses de março a novembro na unidade de Mineiros (GO) para estar na mesa dos consumidores no Natal. Já o Peru Natal é produzido na unidade de Chapecó (SC), entre fevereiro e novembro de cada ano.

Todo o ciclo produtivo é acompanhado por um time técnico, formado por veterinários, zootecnistas e técnicos especializados, de forma a garantir os mais altos padrões de qualidade e que os animais sejam criados sob rigorosos cuidados, com rações nutricionalmente equilibradas e respeitando os compromissos BRF de bem-estar animal.

Boehringer Brasil
Siavs Br-br
Ceva
Ceva
cobb br
Boehringer Brasil
Relacionado com Granjas & Manajo
cobb br
Boehringer Brasil
cargill

REVISTA AVINEWS BRASIL

Assine agora a melhor revista técnica sobre avicultura

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE AVÍCOLA

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Os podcasts do setor agrícola em português
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agrícolaagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor agrícola e da pecuária