MSD Envolvente MSD Envolvente https://myzone-26ex1sw6hijbg4oa.netdna-ssl.com/wp-content/uploads/2022/02/BANNERS_MSD_SALENVAC_120x870-1-1.jpg
15 set 2022

FAO alerta países da América do Sul e Central sobre o risco de introdução e propagação de influenza aviária de alta patogenicidade

A FAO recomenda que os países e territórios da América Central e do Sul devem estar em alerta máximo para a mortalidade de aves selvagens e surtos ou mortalidade incomum em aves domésticas causados pelo vírus de influenza aviária.

FAO alerta países da América do Sul e Central sobre o risco de introdução e propagação de influenza aviária de alta patogenicidade

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) recomenda que os países e territórios da América Central e do Sul devem estar em alerta máximo para a mortalidade de aves selvagens e surtos ou mortalidade incomum em aves domésticas causados pelo vírus de influenza aviária de alta patogenicidade (HPAI H5).

Desde o início de 2022, houve uma rápida disseminação da influenza aviária na América do Norte e informações recentes indicam a circulação viral em certas populações de aves silvestres na região. Dado o início da próxima migração outonal de muitas espécies de aves da América do Norte para a América Central e do Sul, o risco de introdução aumenta nas áreas de inverno atualmente não afetadas. É importante que os países e territórios dessas regiões  preparem e reforcem suas medidas para detecção precoce, diagnóstico adequado e resposta precoce tanto em aves silvestres quanto em aves de criação.

Desde 2020, o mundo tem testemunhado uma onda intercontinental sem precedentes de influenza aviária que afeta tanto as populações de aves selvagens como domésticas. O vírus atingiu mais de 70 países na Eurásia, África e Américas, pondo em perigo a indústria avícola e a avifauna. Durante este tempo, 18 países relataram a doença pela primeira vez. A persistência atual do vírus e sua propagação para áreas anteriormente não afetadas deve-se em grande parte à introdução de aves silvestres, e sua subsequente propagação nacional e regional através do comércio de aves.

Os surtos da influenza aviária altamente patogênica H5 representam grandes perdas econômicas para a indústria avícola e a subsistência local nos países afetados, com custos diretos de abate de rebanhos e contenção de surtos.

Ceva abvista BR

A FAO aconselha os países e territórios em risco:

Continue após a publicidade.
cobb br
Vetanco BR
HENDRIX br
Hansen
Relacionado com Patologia e Saúde Animal
cargill
Evonik 0722
Boehringer Brasil

REVISTA AVINEWS BRASIL

Assine agora a melhor revista técnica sobre avicultura

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE AVÍCOLA

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Os podcasts do setor agrícola em português
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agrícolaagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor agrícola e da pecuária