05 jan

Lucas Piroca fala dos objetivos do Nucleovet para os próximos anos

Atuar para o fortalecimento do Nucleovet (Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas), criar ambientes que estimulem a formação de […]

Lucas Piroca fala dos objetivos do Nucleovet para os próximos anos

Atuar para o fortalecimento do Nucleovet (Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas), criar ambientes que estimulem a formação de lideranças, proporcionar capacitações, promover a saúde única, contribuir para a valorização de médicos veterinários e zootecnistas e inovar na realização dos Simpósios Brasil Sul de Avicultura, de Suinocultura e de Bovinocultura de Leite. Esses são alguns dos objetivos da nova diretoria do Nucleovet.

Nesta entrevista, o presidente da gestão 2022/2023, médico veterinário Lucas Piroca, relata algumas das metas da entidade para os próximos anos.

nucleovet

Lucas Piroca, presidente do Nucleovet.

cobb br incubaforum

 

Dar seguimento ao trabalho que vem sendo realizado na busca de difusão de conhecimento técnico, fortalecimento das classes de médicos veterinários e zootecnistas e na integração entre associados e da entidade com a sociedade. Acredito nas pessoas que estão engajadas para gerar valor através do Nucleovet e por isso tenho a plena certeza que podemos seguir neste movimento positivo de desenvolvimento.

Vetanco BR
abvista BR
Hansen
Siavs Br-br

Quais são as metas e os objetivos para esses dois anos de mandato?

Estabelecer um ambiente que estimule e proporcione oportunidades para formação de lideranças dentre os associados; prosseguir com ações que permitam a contemplação do plano estratégico já estabelecido respeitando os princípios da entidade; manter o Nucleovet próximo aos associados e vice-versa, como também próximo e conectado à sociedade e entidades com as quais se relaciona; e promover melhorias contínuas com foco na sustentabilidade a médio e longo prazo do Nucleovet.

 

Na sua avaliação, quais as principais aspirações da classe de médicos veterinários e zootecnistas?

A principal, creio eu, é seguir contribuindo para a criação de um mundo melhor! Muito já é realizado para tal e quanto mais todos souberem o que é e como é feito, maior será a valorização de ambas as classes, o que permite o cumprimento das respectivas responsabilidades e a realização de cada vez mais ações.

Seja no

  • âmbito da produção de alimentos,
  • nos cuidados com os animais ou
  • em qualquer uma das inúmeras áreas de atuação, temos essas duas classes unidas no propósito de promover a saúde única (integração entre saúde humana, dos animais e meio ambiente), cada qual com sua expertise.

Cada profissional carrega suas próprias aspirações e muitas dessas são compartilhadas. Por isso estamos unidos como Nucleovet, para assim potencializar forças e podermos juntos transformar sonhos em realidade!

 

Como os profissionais vinculados ao Nucleovet podem atuar junto à entidade em busca de conhecimentos, tecnologias e inovações?

O intuito é cada vez mais podermos promover momentos de capacitação, como também de encontros e troca de experiências. Os mesmos podem acontecer internamente, mas no geral são realizados encontros com acesso para público externo, como é o caso dos Simpósios Brasil Sul de Avicultura, de Suinocultura e de Bovinocultura de Leite.

Esses três eventos são tradicionais encontros do setor produtivo e momentos ímpar para atualização e contato com o que há de mais novo nos âmbitos de conhecimento e ferramentas técnicas e tecnológicas. A oportunidade de um olhar conjunto do presente no futuro!

Os Simpósios de Avicultura, Suinocultura e Bovinocultura de Leite serão promovidos no formato híbrido em 2022? Quais as novidades para os eventos?

Sim, teremos o melhor dos mundos na junção de evento presencial, o qual permite o contato frente a frente dos participantes, com a praticidade de participação on-line.

O evento híbrido propiciará o maior alcance do conhecimento compartilhado e difundido nos Simpósios Brasil Sul. Profissionais que por algum motivo não poderiam se juntar fisicamente ao evento, poderão acessar o mesmo remotamente com a máxima qualidade que a tecnologia nos permite.

Os que puderem se fazer presentes validarão o sucesso e qualidade técnica prática que são nossa marca registrada, com o tradicional calor humano. A tradução das palestras da programação científica, juntamente as melhorias nas plataformas digitais, como site e aplicativo, propiciarão uma experiência valorosa a todos os participantes!

 

 

Em 2021 o Nucleovet completou 50 anos. Como você visualiza os próximos 50 anos da entidade?

Sou otimista em relação ao futuro do Nucleovet, pois temos pessoas realmente comprometidas com a entidade, seus valores e princípios.

O trabalho é seguir honrando sua história e de todos os profissionais que contribuíram para chegarmos onde estamos. Devemos seguir em movimento, nos adequando às demandas futuras e oferecendo o máximo valor e as melhores experiências a todos com os quais nos relacionamos. Logicamente isso não é fácil, especialmente a longo prazo, mas como médicos veterinários e zootecnistas, por natureza somos obstinados em fazer acontecer e assim será.

 

Que mensagem você deixa para os associados e parceiros do Nucleovet?

As empresas e instituições são constituídas por pessoas e são elas que fazem a diferença! Acredito que devemos primar pelo bem comum e como associados e parceiros nos cabe olhar e trabalhar para a perpetuação da geração de valor por meio do Nucleovet. Tem uma frase que diz que sozinhos vamos mais rápido e juntos vamos mais longe. Com ela em mente peço a ajuda de todos na construção do presente e do futuro dessa bela entidade que carinhosamente chamo de nossa!

Fonte: Assessoria de Imprensa

 

Evonik 0722
Boehringer Brasil
cargill
HENDRIX br
Relacionado com Tendência
Ceva

REVISTA AVINEWS BRASIL

Assine agora a melhor revista técnica sobre avicultura

EDIÇÃO aviNews Brasil 3T 2022
Destinação correta das aves de descarte de reprodução, matrizes e de postura de ovos comerciais no final do ciclo

Destinação correta das aves de descarte de reprodução, matrizes e de postura de ovos comerciais no final do ciclo

Gustavo Triques
Importância da monitoria dos programas vacinais de Gumboro e Newcastle: Qual melhor momento da rotação de programa?

Importância da monitoria dos programas vacinais de Gumboro e Newcastle: Qual melhor momento da rotação de programa?

Tobias Filho
ICC: a inovação que alimenta o amanhã

ICC: a inovação que alimenta o amanhã

A importância dos dados Zootécnicos para as granjas produtoras de ovos

A importância dos dados Zootécnicos para as granjas produtoras de ovos

Diogo T. Ito
Vigilance Program uma poderosa ferramenta contra a Escherichia coli patogênica aviária

Vigilance Program uma poderosa ferramenta contra a Escherichia coli patogênica aviária

Fabrizio Matté
Alternativas de cereais para substituição parcial do milho na ração de aves – Parte II

Alternativas de cereais para substituição parcial do milho na ração de aves – Parte II

Dr. Elir Oliveira
Protocolo vacinal no incubatório e uniformidade do lote ampliam a produtividade avícola

Protocolo vacinal no incubatório e uniformidade do lote ampliam a produtividade avícola

Joyci Torres
EVANOVO®, a vacina que vai revolucionar a prevenção da Coccidiose aviária

EVANOVO®, a vacina que vai revolucionar a prevenção da Coccidiose aviária

Você está pronto para a Transformação Digital na avicultura?

Você está pronto para a Transformação Digital na avicultura?

Vinicius Teixeira
Extensão Rural: a força que vem do campo!

Extensão Rural: a força que vem do campo!

Kali Simioni
6ª FAVESU destaca os desafios e as oportunidades da Avicultura Nacional

6ª FAVESU destaca os desafios e as oportunidades da Avicultura Nacional

Juliano Rangel
A promoção que apoia as exportações

A promoção que apoia as exportações

Isis Sardella
O compromisso setorial e o papel de cada elo no Brasil

O compromisso setorial e o papel de cada elo no Brasil

Luis Rua
A jornada da sustentabilidade nas propriedades avícolas

A jornada da sustentabilidade nas propriedades avícolas

Luciana Abeid Ribeiro Dalmagro
Produção com responsabilidade

Produção com responsabilidade

Cleber Souza Martins
Biosseguridade na avicultura

Biosseguridade na avicultura

Tabatha Lacerda
Diferença na Fisiologia Embrionária entre as linhagens de Matrizes pesadas

Diferença na Fisiologia Embrionária entre as linhagens de Matrizes pesadas

Guilherme Seelent
Por que medir a taxa de fluxo (vazão) do bebedouro Nipple?

Por que medir a taxa de fluxo (vazão) do bebedouro Nipple?

Como atender à crescente demanda por proteínas livres de antibióticos?

Como atender à crescente demanda por proteínas livres de antibióticos?

Patrícia Marchizeli
Aerossaculite em frangos de corte: onde se iniciam e quais são os fatores envolvidos?

Aerossaculite em frangos de corte: onde se iniciam e quais são os fatores envolvidos?

Jorge Chacón

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE AVÍCOLA

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Os podcasts do setor agrícola em português
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agrícolaagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor agrícola e da pecuária