16 mar 2018

Novus apresenta: Metionina HMTBa, rendimento dos frangos de corte

Nos Estados Unidos, maior país produtor de aves de produção em nível mundial, as decisões de produção de frangos de corte são baseadas em margens muito ajustadas. Com margens tão estreitas, o rendimento das aves é um indicador chave do êxito dos produtores.

Novus apresenta: Metionina HMTBa, rendimento dos frangos de corte

Conteúdo disponível em:
Español (Espanhol)

Os produtores de frangos podem colaborar com a saúde intestinal e a rentabilidade geral suplementando os frangos de corte com uma fonte de metionina, que pode proteger o rendimento, melhorando a relação de conversão alimentar (FCR), a taxa de crescimento e o rendimento da carne, aumentando a rentabilidade do produtor.

A fonte importa
A metionina é um aminoácido essencial, o que significa que os corpos dos frangos (assim como os dos humanos) não podem fabricá-lo, devendo consumí-lo. A metionina é também o primeiro aminoácido limitante nas aves de produção.  O crescimento de um frango está limitado pela quantidade de metionina suplementada, até certo ponto.

Existe um valor de metionina em vários ingredientes da ração consumida pelos frangos de corte, porém, uma dieta típica para frangos nçao contém a quantidade suficiente para cobrir suas necessidades para um crescimento ideal. A maneira mais econômica de alcançar o nível necessário é proporcioná-lo em forma de suplemento alimentar. Das fontes disponíveis para a suplementação de metionina (DL-metionina, L-metionina e HMTBa), a HMTBa (ácido 2 hidroxi-4-metil-tio-butanoico) é quimicamente diferente da D- e L-metionina.

A HMTBa é uma forma natural de precursor de metionina, que é absorvida de forma diferente dentro do corpo do animal e utiliza menos energia.
Proteção do rendimento

Foram avaliados os dados de oito bilhões de frangos de corte nos EUA, de uma organização independente e referência da indústria quanto à diferença no crescimento e rendimento de carcaça entre as aves suplementadas com HMTBa e DL-metionina. Os dados mostraram que aproximadamente 75% dos frangos de corte nos EUA consomem HMTBa, enquanto que somente 25% consomem DL-metionina (Fig. 1).

Fig. 1 Quantidade de frangos de corte por fonte de metionina.

Milhões de frangos de corte – Ano

Continua después de la publicidad.
cargill
Hansen
Boehringer Brasil
Ceva
Conversão alimentar

Nos níveis atualmente recomendados para a suplementação com metionina, as aves alimentadas com HMTBa convertem mais eficientemente a alimentação em ganho de peso, em comparação com as aves que consomem DL-metionina (Figura 2). Isto está bem definido na literatura científica e os dados da indústria o reforçam ainda mais. Atualmente, as dietas de frangos de corte são mais densas que em anos anteriores, porque a mudança na genética animal exige mais aminoácidos para gerar mais proteína e aumentar mais o tamanho, de forma mais rápida. Esta é uma mudança fundamental na indústria e as dietas avícolas mudaram para satisfazer a genética do animal.

As aves que consomem DL-metionina deixarão de comer quando os níveis de metionina no plasma sanguíneo sejam muito altos. As aves alimentadas com HMTBa têm níveis muito mais baixos de metionina no plasma sanguíneo porque a HMTBa se converte em metionina nos tecidos. Isto permite que as aves alimentadas com HMTBa tenham maior consumo de alimento a altos níveis de suplementação de metionina.

Fig. 2 Eficiência energética de frangos de corte.

Média 2012/2013 – 15% melhor F/G – $0,025/valor do frango

Kcal/lb a 6 lb – Ano

Taxa de crescimento

Os frangos de corte alimentados com HMTBa têm uma taxa de crescimento superior, alcançando um peso corporal objetivo de 6 libras entre 0,5 e 1,7 dias antes (Fig. 3). Com uma médio de um dia antes, com um dia equivalente a um punto de conversão alimentar, o valor econômico de eleger a HMTBa sobre a DL-metionina como fonte de metionina, equivale a aproximadamente a US$ 10,000 por cada milhão de aves produzidas.

Fig. 3 Taxa de crescimento de frangos de corte por fonte de metionina.

Dias para 6 lb – Ano

Rendimento da carne

Uma análise mais detalhada indica que os  frangos de corte que cobrem suas necessidades de metionina com a HMTBa têm uma melhora no rendimento da carne, sem miúdos (Figura 4). Com um aumento médio (2005-2015) do rendimento de 1,67%, os produtores obtém carne mais vendável de cada frango. O valor econômico desta melhora no rendimento da carne, equivalería a outro beneficio de US$ 0,03 – 0,04 por frango de corte ou US$ 30.000 – 40.000 por cada milhão de aves produzidas.

Fig. 4 Rendimento da carcaça sem miúdos.

Rendimento (%) – Ano

Valor de HMTBa

No caso dos frangos de corte, há um valor agregado ao eleger HMTBa como fonte de metionina. A HMTBa é uma fonte quimicamente diferente e funcionalmente melhor de metionina com outro valor mais, além de satisfazer as necessidades básicas de aminoácidos do animal. Ao ser um composto químico diferente e melhorar a eficiência energética, oferece o benefício adicional de reduzir o impacto ambiental da produção de carne. A fonte de metionina de um produtor deve gerar o maior valor econômico. A análise da avaliação comparativa por terceiros do desempenho pela fonte de metionina demonstra que a HMTBa, em forma do suplemento alimentar Alimet, proporciona um rendimento econômico além de seu valor de metionina, superior a US$ 0,06 por ave. Essa é uma oportunidade que os produtores não podem deixar passar por alto.

Relacionado com aviNews Brasil

MAIS CONTEÚDOS DE

Dados da empresa
Vetanco BR
abvista BR
HENDRIX br

REVISTA AVINEWS BRASIL

Assine agora a melhor revista técnica sobre avicultura

EDIÇÃO aviNews Brasil 3T 2022
Destinação correta das aves de descarte de reprodução, matrizes e de postura de ovos comerciais no final do ciclo

Destinação correta das aves de descarte de reprodução, matrizes e de postura de ovos comerciais no final do ciclo

Gustavo Triques
Importância da monitoria dos programas vacinais de Gumboro e Newcastle: Qual melhor momento da rotação de programa?

Importância da monitoria dos programas vacinais de Gumboro e Newcastle: Qual melhor momento da rotação de programa?

Tobias Filho
ICC: a inovação que alimenta o amanhã

ICC: a inovação que alimenta o amanhã

A importância dos dados Zootécnicos para as granjas produtoras de ovos

A importância dos dados Zootécnicos para as granjas produtoras de ovos

Diogo T. Ito
Vigilance Program uma poderosa ferramenta contra a Escherichia coli patogênica aviária

Vigilance Program uma poderosa ferramenta contra a Escherichia coli patogênica aviária

Fabrizio Matté
Alternativas de cereais para substituição parcial do milho na ração de aves – Parte II

Alternativas de cereais para substituição parcial do milho na ração de aves – Parte II

Dr. Elir Oliveira
Protocolo vacinal no incubatório e uniformidade do lote ampliam a produtividade avícola

Protocolo vacinal no incubatório e uniformidade do lote ampliam a produtividade avícola

Joyci Torres
EVANOVO®, a vacina que vai revolucionar a prevenção da Coccidiose aviária

EVANOVO®, a vacina que vai revolucionar a prevenção da Coccidiose aviária

Você está pronto para a Transformação Digital na avicultura?

Você está pronto para a Transformação Digital na avicultura?

Vinicius Teixeira
Extensão Rural: a força que vem do campo!

Extensão Rural: a força que vem do campo!

Kali Simioni
6ª FAVESU destaca os desafios e as oportunidades da Avicultura Nacional

6ª FAVESU destaca os desafios e as oportunidades da Avicultura Nacional

Juliano Rangel
A promoção que apoia as exportações

A promoção que apoia as exportações

Isis Sardella
O compromisso setorial e o papel de cada elo no Brasil

O compromisso setorial e o papel de cada elo no Brasil

Luis Rua
A jornada da sustentabilidade nas propriedades avícolas

A jornada da sustentabilidade nas propriedades avícolas

Luciana Abeid Ribeiro Dalmagro
Produção com responsabilidade

Produção com responsabilidade

Cleber Souza Martins
Biosseguridade na avicultura

Biosseguridade na avicultura

Tabatha Lacerda
Diferença na Fisiologia Embrionária entre as linhagens de Matrizes pesadas

Diferença na Fisiologia Embrionária entre as linhagens de Matrizes pesadas

Guilherme Seelent
Por que medir a taxa de fluxo (vazão) do bebedouro Nipple?

Por que medir a taxa de fluxo (vazão) do bebedouro Nipple?

Como atender à crescente demanda por proteínas livres de antibióticos?

Como atender à crescente demanda por proteínas livres de antibióticos?

Patrícia Marchizeli
Aerossaculite em frangos de corte: onde se iniciam e quais são os fatores envolvidos?

Aerossaculite em frangos de corte: onde se iniciam e quais são os fatores envolvidos?

Jorge Chacón

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE AVÍCOLA

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Os podcasts do setor agrícola em português
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agrícolaagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor agrícola e da pecuária